Informações sobre indeferimento de inscrições

Prezado candidato,

Você já recebeu um e-mail com o motivo do indeferimento da sua inscrição, que também pode ser consultado acessando o Portal do Candidato, com CPF e senha pessoal.

A sua inscrição precisa ser corrigida até 30 de novembro de 2020.

O prazo para retificação de notas e reenvio dos documentos comprobatórios é até 30 de novembro de 2020 impreterivelmente. Caso não faça a retificação, sua inscrição será cancelada. A retificação pode ser realizada mais de uma vez, dentro do prazo, sendo válida a última informação confirmada pelo candidato.

A retificação deve ser realizada exclusivamente pelo Portal do Candidato. Não serão aceitas retificações encaminhadas por via postal, fax, correio eletrônico ou meio diferente do Portal do Candidato.

Para te orientar nesta etapa, exemplificamos abaixo seis motivos de indeferimento e como corrigi-los:

1. O documento anexado não apresenta notas referentes ao 8º ano (antiga 7ª série).

Deverá ser anexado um documento comprobatório das notas inseridas. Este documento pode ser o Histórico Escolar do Ensino Fundamental, o boletim escolar do 8º ano (antiga 7ª série), comprovante, certificado ou o Anexo III preenchido e assinado pela escola. Atestado de matrícula não é documento comprobatório das notas. Deverá estar claro no documento anexado que as notas são referentes ao 8º ano (antiga 7ª série).

2. As notas digitadas das disciplinas de Língua Portuguesa e/ou de Matemática não correspondem à nota apresentada no documento anexado.

É necessário confirmar se as notas digitadas são iguais às notas finais do documento anexado. Não pode haver diferença ou troca de notas. Deverão ser inseridas as notas finais das disciplinas de Matemática e de Língua Portuguesa obtidas no 8º ano (antiga 7ª série). Na falta das notas finais, deverão ser inseridas a média simples das notas parciais.

3. As notas digitadas das disciplinas de Língua Portuguesa e/ou de Matemática não correspondem à equivalência entre conceitos e notas numéricas apresentada no ANEXO II do edital.

Neste caso, é necessário confirmar se a equivalência entre conceitos e notas numéricas foi realizada corretamente. O ANEXO II – TABELA DE EQUIVALÊNCIA ENTRE CONCEITOS E NOTAS NUMÉRICAS deve ser consultado para fazer a conversão correspondente. O conceito utilizado para a conversão deverá estar claro no documento anexado.

Para sua segurança, se puder, solicite o Anexo III (modelo no edital) à escola onde cursou o ensino fundamental.

4. O documento anexado e emitido por instituição não pertencente à rede pública de ensino está sem nome, carimbo e/ou assinatura do responsável pela instituição.

Documentos emitidos por escolas da rede particular de ensino, escolas do Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senac), Institutos e Fundações devem conter nome, carimbo e assinatura de responsável da instituição. Boletins emitidos eletronicamente também deverão conter nome, carimbo e assinatura de responsável da instituição. A identificação de quem assinou o documento deve estar clara e legível.

5. O documento anexado está ilegível ou fragmentado.

O documento anexado deve apresentar boa legibilidade (resolução) e não deve estar fragmentado. É necessário anexar o documento completo, frente e verso. Não são aceitos documentos parciais (ou recortados).

Caso você tenha dúvida em relação ao tipo de documento a ser anexado ou em relação às notas/conceitos, sugerimos que seja enviado o Anexo III preenchido e assinado pela escola.

6. O documento anexado é a certificação do Encceja referente ao Ensino Médio (as notas não são do Ensino Fundamental)

Caso o candidato tenha feito apenas a prova do Encceja referente ao Ensino Médio, deverá corrigir a inscrição anexando o mesmo documento já enviado na primeira fase para que a banca de fiscais possa reavaliar o documento.

Essas e outras informações constam no edital do processo seletivo. É extremamente necessária a leitura do edital.